Postagens

Teólogos Contemporâneos

Imagem
1) Karl Barth.

Nasceu em 1886, em Basel, na Suíça. Era um teólogo reformado, porém também era pastor. Em 1911 pastoreou em Safenwyl. Em 1921 foi professor de teologia reformada em Goettingen, em 1925 foi professor em Muenster-in-Westphalia e em 1930 foi professor em Bonn. Em 1935 os nazistas o exilaram, e então ele foi professor em Basel até 1968, ano de seu falecimento.

Ele foi aluno de Harnack, e foi influenciado pelo neokantianismo e por Kierkegaard e também pelo socialismo de Ragaz e Kutter. Quando a teologia liberal estava no auge, ele se rebelou contra seus professores e em 1919 escreveu seu comentário sobre o livro de Romanos, onde praticamente começou a surgir uma nova ortodoxia. Teve influência do reformador Calvino, principalmente por volta de 1925. Enfatizava a teologia bíblica, porém com conclusões racionais. Era um homem de caráter forte e de propósitos e entrou em conflito contra a igreja do estado nazista. Muitos acham que Karl Barth era liberal, mas na realidade ele n…

Humanização do SER Humano - O Novo Testamento como instrumento de transformação social

Imagem
"Para além da questão religiosa, o Novo Pacto possibilita a cada pessoa uma nova visão de si e do outro, sendo por isso, um agente de transformação social".




Texto por Marvel Souza (Pastor da Comunidade Cristã IPEG)

A salvação anunciada no Novo Testamento, em seus termos mais claros, propõe a humanização das pessoas, livrando-as de tudo aquilo que as impeçam de SER, quem, de fato, elas SÃO. Isso nos remete ao papel social que o Novo Testamento desenvolve na vida e na prática de muitas pessoas.
Alinhado a isso, vários movimentos sociais surgiram do cristianismo protestante e católico, com o propósito de humanizar as práticas, métodos e saberes do fazer cristão. Dentre estes movimentos, podemos destacar as Pastorais católicas e protestantes, as ações do Exército da Salvação dos protestantes metodistas, o movimento de Ministros Reconciliadores metodistas, etc.
O Novo Testamento tem como objetivo maior apresentar o Novo Pacto, feito em Cristo Jesus. Os termos deste Novo Pacto vão…

Escritores Bíblicos

Imagem
Escritores Bíblicos
Novo Testamento 27 Livros (13 Livros foram escritos por Paulo de Tarso).
Livro Autor de acordo com
a teoria tradicional
Autor de acordo com
algumas escolas modernas
Mateus Mateus Um autor anônimo Marcos Marcos Um autor desconhecido, como a maioria dos autores cristãos Lucas Lucas Um autor anônimo João

Genealogia de Jesus no Evangelho de Mateus e no Evangelho de Lucas

Imagem
Texto por Marvel Souza
O Evangelho de Mateus apresenta a genealogia descendente de Jesus, destacando sua linhagem real. Por outro lado, o Evangelho de Lucas elenca a genealogia ascendente de Jesus, ressaltando sua linhagem natural (para ser considerado Judeu era necessário ser gerado no ventre de uma judia) e sua linhagem sacerdotal (Maria era integrante de uma família de sacerdotes).


No Evangelho de Mateus, José é descrito como filho de Jacó. No Evangelho de Lucas, como filho de Eli. Isso porque os escritores escreveram com finalidades diferentes, respaldados em leis e costumes da época. Eli, na verdade, era o pai de Maria, porém, segundo os costumes judeus e de muitas outras culturas da época, o genro integrava a genealogia da família da esposa como filho do sogro (a razão disso pode estar na crença de que o homem carregava consigo as sementes da vida, que garantiriam a perpetuação da linhagem familiar).
(Texto extraído do livro “Evangelho de Mateus Comentado”– Comentários por Marvel …

Batismo Cristão

Imagem
Pastor Marvel Souza (Pastor presidente da Comunidade Cristã IPEG)
Brasília 2 de agosto de 2018Carta Pastoral sobre o Batismo praticado pela Comunidade Cristã IPEGAos membros, congregados e simpatizantes,
 ORDENANÇAS - DEFINIÇÕES
O batismo cristão não deve ser considerado como sacramento de acordo com o que é ensinado pela Igreja Católica. De acordo com os ensinos de Jesus, o batismo é uma ordenança; a saber, a primeira ordenança das duas ensinadas – Batismo e Ceia do Senhor.          Batismo:“Então, Jesus aproximou-se deles e disse: "Foi-me dada toda a autoridade nos céus e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu ordenei a vocês. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos". (Mt 28:18-20)        O Batismo deve ser um momento de alegria no Céu, um ato solene, festivo e de grande importância para a vida do candidato ao batismo. O significado do batis…

Evangelhos Sinóticos

Imagem
Texto por Marvel Souza
Antes de ler o texto, veja: https://www.youtube.com/watch?v=Qd9kH_XtHYA
A palavra sinótico é de origem grega e significa “mesma visão” ou “ver a mesma coisa”. Os três primeiros Evangelhos (Mateus, Marcos e Lucas) são considerados sinóticos, porque apresentam os relatos dos fatos mais importantes sobre a vida de Jesus, oferecendo-nos uma visão completa do que precisamos saber sobre o ministério messiânico. Apesar de cada escritor escrever a partir de um ponto de vista diferente e para um público diferente, as informações registradas nos três evangelhos se complementam.
Provavelmente os evangelhos sinóticos são muito parecidos, porque foram baseados nos testemunhos de pessoas que viveram com Jesus:
Mateus era um dos doze apóstolos. Ele foi testemunha ocular do ministério de Jesus.
Marcos foi ajudante dos apóstolos Paulo e Pedro. Além de Pedro, ele
possivelmente teve contato com outros apóstolos.
Lucas, um amigo de Paulo, baseou seu evangelho em testemunhos oculares e …

Comentário sobre o Evangelho de Marcos

Imagem
"O Cristo é descrito como alguém que está disposto e é capaz de socorrer aqueles que necessitam".
Texto por Marvel Souza (Pastor da Comunidade CristãIPEG)
O Evangelho de Marcos é o menor dos Evangelhos e não possui nenhuma genealogia ou explicação sobre o nascimento de Jesus, como também, não fala sobre o seu ministério na Judéia, pelo contrário, Marcos narra o ministério público de Jesus na Galileia. Talvez isso aconteça em virtude da imagem do “filho do homem”, que é apresentada ao longo das narrativas. Este era o título (filho do homem) que Jesus usava com mais frequência, e aparece por catorze vezes nas narrativas de Marcos. Ao usar esse título, Jesus cumpre uma das profecias do Antigo Testamento: Daniel 7:13. O Evangelho de Marcos pode ser visto como duas metades unidas pela confissão de Pedro de que Jesus era o Messias (8:27-30) e pelo primeiro anúncio de Jesus sobre sua crucificação (8:31). Marcos enfatiza a necessidade de fé na pessoa, mensagem e poder de Jesus para so…